Megatendências de consumo levam empresas a diversificarem suas soluções para o mercado de proteína animal


post-thumb


Multivac, por exemplo, entra para o setor de fatiadores e destaca máquinas embaladoras de pequena escala

 

Referência no setor de proteína animal por trazer as principais inovações de mercado, a ANUTEC 2020 já tem a presença confirmada dos principais players do setor. Entre eles, a Multivac, já conhecida por suas soluções e máquinas para embalagens a vácuo e atmosfera modificada.

 

A empresa completa dez anos de Brasil este ano e, de 2009 para cá, a quantidade de clientes atendidos explodiu: de 30 para mais de mil. O resultado financeiro também impressiona. Nesse período, o faturamento mundial dobrou, enquanto que, no Brasil, aumentou em dez vezes.

 

“A Multivac é um dos expositores parceiros que apostam na ANUTEC desde a primeira edição da feira. Ficamos felizes por fazer parte dessa década de história, servindo de palco para a geração de grandes negócios para este renomado player do mercado“, afirma Cassiano Facchinetti, diretor geral da Koelnmesse Brasil, organizadora da feira. “Esse é o diferencial do nosso evento, trazer visitantes qualificados, que vêm ao evento para comprar”.

 

A Multivac possui filiais em mais de 80 países, mas números como os apresentados acima colocam o Brasil em evidência. Por isso, várias máquinas foram nacionalizadas para atender às principais demandas do mercado doméstico e todas elas têm cadastro no BNDES. Assim, o investimento dos clientes nos equipamentos pode ser financiado através de uma linha de crédito do banco de fomento.

 

“A crise não nos afetou tanto. É verdade que de 2014 para 2017 não tivemos um bom crescimento, mas em 2018 crescemos 45% e as perspectivas para este ano também são positivas”, afirma Michael Teschner, diretor geral da Multivac no Brasil.

 

Como parte de uma estratégia global, a empresa está diversificando suas soluções, entrando para o mercado de fatiadores e também de panificação – este mês, anunciou a aquisição do FRITSCH Group. Outra novidade, em especial no Brasil, é o aumento da gama de representações, ou seja, a Multivac assume a comercialização de equipamentos de parceiros e cuida também de áreas como consultoria e suporte.

 

E sobre lançamentos de novos produtos? Segundo Teschner, em alguma medida eles estão condicionados à identificação de megatrends, grandes tendências globais de consumo. Duas foram mencionadas:

 

“Primeiro, a centralização do fatiamento de carnes e frios. Supermercados, em vez de terem balcões para essa tarefa, estão trazendo esses alimentos de uma central, que possui mais espaço e melhor maquinário. Ganha-se em higiene, qualidade e eficiência”, aponta. “Segundo, como hoje as famílias estão menores – uma mudança demográfica observada em muitas regiões -, elas preferem embalagens mais fracionadas”.

 

De olho nessa última tendência, a Multivac está promovendo o F100MF. Trata-se de uma máquina de pequena escala para o embalamento Skin MultiFreshTM, ideal para linha de produtos diferenciados como queijos e cortes especiais de carne. Esse tipo de embalagem funciona como uma segunda pele; ela envolve o produto, protegendo-o, mas sem alterar sua forma ou disposição. Assim, carnes, queijos, peixes, queijos e massas são exibidos de forma natural, em toda sua qualidade, frescor, cor e estrutura.

 

“Temos maquinas bem maiores, claro. Mas para estabelecimento menores, que vendem produtos de alto valor agregado, ou para a pequena industria, a F100MF é altamente recomendada, pois permite que nichos do mercado também ofereçam inovações como a embalagem Skin MultiFreshTM”, diz Teschner.


0 comentários em “Megatendências de consumo levam empresas a diversificarem suas soluções para o mercado de proteína animal”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *