Depoimentos de expositores 2014

O que os principais participantes do mercado brasileiro acham do evento? Leia alguns depoimentos. Ùltimos depoimentos da ANUTEC BRAZIL 2016 em breve!

Edson Bittencourt (Diretor Superintendente): "No estande da Bettcher do Brasil, o diretor superintendente, Edson Bittencourt, comemora os bons resultados que a empresa teve durante a feira devido a qualidade da visitação. “Por ser a primeira edição da International FoodTec, achávamos que não teria essa visitação tão qualificada logo de início, mas fomos surpreendidos”, diz. Segundo ele, desde o primeiro dia, o estande da Bettcher contou com uma visitação muito boa em quantidade e qualidade. “Posso afirmar que esta feira já está no patamar de visitação similar à feiras já consagradas no mercado”.

Ele acredita que o potencial das empresas âncoras que estão expondo é um dos fatores responsáveis por este alto índice de visitação. “O resultado que estamos tendo é maior do que esperávamos. Nossos clientes estão satisfeitos em vir para este evento”, comemora. Bittencourt também falou sobre tendências no mercado onde atua. “Tenho notado que nos últimos anos as empresas tem procurado aperfeiçoar o processo de desossa e aproveitamento da carne aumentando a produtividade e gerando produtos de alto valor agregado”, afirma. "

Juliano Dallanora (Gerente Comercial): “A International FoodTec Brasil atingiu plenamente as nossas expectativas, principalmente no que se refere à qualidade dos visitantes que compareceram ao evento. Deve se tornar em breve um das maiores feiras da América do Sul”.

Johnnie Erichsen (vice presidente de Vendas Global da empresa): A dinamarquesa Cabinplant, fornecedora de soluções de processamento para a indústria de alimentos, está presente no evento mostrando seus produtos. O vice presidente de Vendas Global da empresa, Johnnie Erichsen, afirma estar muito satisfeito com a visitação. “Nossos maiores clientes estão aqui”.

Segundo o executivo, o mercado tende a procurar cada vez mais por equipamentos de automação. Acredito que a tendência é as empresas buscarem cada vez mais por sistemas que otimizem o uso da matéria-prima e aumente o rendimento”, afirma Erichsen.

Jairo Brandão (diretor de vendas): “Estamos satisfeitos com a feira pois atendeu nossos objetivos. Pensávamos que, por se tratar de uma primeira edição, não seria possível contar com a presença de todos os clientes e fomos surpreendidos. O nível de visitação foi muito elevado.”

Stefan Zilken (Diretor Comercial): “A experiência extremamente positiva na ANUTEC BRAZIL 2014 facilitou muito agendar a exposição em 2016 também. Conhecemos várias empresas interessantes da indústria alimentícia e muitos parceiros potenciais. Um resultado verdadeiramente gratificante.”

Marco Magolbo (Diretor): "A Handtmann, empresa que atua no segmento de embutideiras, está presente na feira fazendo demonstrações ao vivo de seu novo sistema automático de alta produção de lingüiças e salsichas da linha AL. “Esta nova tecnologia permite uma produção de alta qualidade com redução de custos pois agiliza o processo dando velocidade à produção”, diz Marco Magolbo, diretor da Handtmann.

Segundo afirma o executivo, esta primeira edição da International FoodTec Brasil é uma alternativa de feira de alto padrão para o setor, com visitação selecionada, realização de negócios e excelente local para apresentar os equipamentos da empresa."

André Trama (Gerente de Operações): "Para a Jarvis, empresa fabricante de equipamentos para corte e desossa na indústria frigorífica, com mais de 100 anos de tradição, a feira deve se firmar na região. “Nossa expectativa é tornar a International FoodTec Brasil uma referência para o setor na América Latina”, afirma André Trama, gerente de operações da Jarvis.

“Já no primeiro dia da feira recebemos três grandes clientes o que para nós foi um ótimo sinal”, conta Trama. “Para nós não interessa quantidade de visitação e sim qualidade, conversar com quem realmente tem potencial de negócios”, finaliza."

Michael Teschner (diretor): “A feira foi muito boa para nós, com a presença de um público bastante interessado. Já no segundo dia do evento havíamos vendido três máquinas. A infra-estrutura do pavilhão também é dez! Na minha opinião o Expo Unimed é o melhor pavilhão do Brasil. Outro ponto positivo da feira foram as Rodadas de negócios que nos aproximaram de novos clientes, que nunca tínhamos tido acesso antes.”

Daniel Francisco de Souza (diretor): “Do ponto de vista de negócios, a International FoodTec Brasil superou minhas expectativas. Fechamos três negócios da Divisão de Equipamentos e fizemos contatos com novos clientes, principalmente da Região Nordeste como Ceará, Pernambuco, Bahia, Paraíba, entre outros.”

Marco Prado (diretor): “Achei a feira bem organizada. A maioria dos clientes veio nos visitar e elogiou o evento pois constataram que as maiores empresas estiveram aqui. Eles vieram porque, além de atenderem ao nosso convite, sabiam que por trás havia uma organizadora com renome internacional, o que dá credibilidade ao evento. Certamente estaremos presentes no evento em 2016!”.

Rodney Kaiser (diretor): “Por ser a primeira edição da feira tínhamos muita expectativa e os resultados suplantaram nossas expectativas. Recebemos em nosso estande um número bastante representante de clientes tradicionais e novos que vieram para conhecer o evento. A receptividade por parte deles foi ótima. Eles aprovaram o local, a organização, a distribuição dos estandes e o nível de produtos que encontraram. Estamos satisfeitos com os resultados e esta feira tem todos os predicados para o sucesso”.

Fabiano Babichi (diretor): “A feira foi muito boa, com a presença de um púbico de decisão em busca de novas parcerias e interessados em comprar equipamentos. Vendemos mais de dez máquinas durante o evento.”

Icaro Fiechter (Diretor Executivo):

"Representando o Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná - Sindiavipar, o diretor Executivo, Icaro Fiechter, afirmou que a realização de uma feira de peso internacional, como a FoodTec Brasil, na capital do estado, reforça a importância do agronegócio local e a força da avicultura paranaense.

"Vivemos hoje um momento muito especial em nosso setor. Os números do primeiro semestre mostram que a avicultura do Paraná continua em franca expansão. O volume das exportações cresceu mais de 9% em relação ao ano passado, enquanto a produção atingiu um novo recorde: mais de 750 milhões de aves abatidas. Isso mostra o quanto o nosso estado está preparado para atender a uma demanda crescente pela carne de frango, que deverá se tornar a proteína animal mais consumida do mundo até 2020", disse.

De acordo com dados do Sindiavipar, a atividade avícola gera mais de 660 mil empregos diretos e indiretos e envolve mais de 20 mil produtores em regiões rurais do interior do Estado. Os abates de frango cresceram em torno de 15% nos últimos cinco anos, fechando 2013 com quase 1,5 bilhão de aves produzidas em todo o Paraná - estado que é líder em produção e exportação de carne de frango do Brasil."

Fábio Nascimento (Supervisor de Vendas da Área de Embalagem): "Desde o inicio das conversações a Sunnyvale sempre levou em conta a importância de ter uma empresa de renome internacional organizando uma feira para o setor cárnico no Brasil pois não podemos desconsiderar que os maiores fabricantes de equipamentos para esse segmento industrial , sem duvido estão na Europa .

Nossa decisão de participar dessa primeira feira , mostrou-se acertada pois pudemos constatar que tantos os expositores como o público que visitou o evento , eram de alto nível e estavam realmente interessados em “fazer negócio “ .

Esperamos que isso se traduza num evento de maior porte em 2016 e com certeza a Sunnyvale estará lá mais uma vez."

Adalberto A. Perez (diretor-presidente): “O público da feira estava muito seleto, formado por quem realmente tem poder de decisão. Os contatos iniciados no evento certamente resultarão em novos negócios para nossa empresa.”

José Segovia (diretor): A Ulma, fabricante de máquinas de empacotamento e robôs de carga e descarga, também está presente nesta primeira edição da International FoodTec Brasil bastante otimista. “O nível da visitação está similar à de feiras já consolidadas”, comenta José Segovia, diretor da multinacional espanhola Ulma. Ele conta que o mercado estava precisando de um evento como este onde os clientes pudessem visitá-los com conforto. “Na feira aproveitamos para estabelecer novas parcerias e também para encontrar nossos clientes afim de dar seguimento em projetos já existentes e verificar novas tecnologias. Apoiamos este evento e seus organizadores para que se torne o maior do setor”, finaliza.

Eduardo Lourenço (gerente Regional de Vendas): Há mais de 20 anos no Brasil desenvolvendo máquinas e equipamentos para os setores frigorífico e de panificação, a Vemag participa da feira em busca de novos contatos e elogia o nível da visitação. “Neste evento não perdemos tempo com curiosos e falamos direto com que tem poder de decisão”, conta Eduardo Lourenço, gerente Regional de Vendas.

Ele comenta que o mercado está crescendo e os clientes estão cada vez mais exigentes com relação a qualidade e à tecnologia. “O produto que estamos destacando no estande, e que vai de encontro com a esta tendência, é a linha de produção de embutidos, carnes e aves”, diz.